CUIDADO DE ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL: a contribuição da clínica do sujeito

Universidade Estadual do Ceará - UECE

Estudos desenvolvidos por vários autores apontam para a grande dificuldade do enfermeiro em delimitar seu papel nos atuais serviços de saúde mental como: atuações improvisadas, dedicação limitada á atividades de cunho burocrático, dificuldades de voltar suas atividades para o paciente, entre outras. A enfermagem, como importante categoria profissional que presta cuidados ao paciente em sofrimento psíquico, precisa debruçar-se sobre sua prática, buscando estratégias de atuação que não repliquem as ferramentas do modelo manicomial, sem também cair no risco de afastar-se de um compromisso ético com a autonomia dos sujeitos a quem presta cuidados.

 

Os trabalhos de Hildegard Peplau e de Joyce Travelbee têm sido as principais referências citadas pelos autores que abordam o relacionamento terapêutico hoje. A ênfase nessas abordagens é do uso terapêutico que a enfermeira pode fazer de seu próprio eu para proporcionar uma mudança de atitude do paciente frente ao seu problema. Outros conceitos aqui utilizados referem-se à “Clínica do Sujeito”, que considera sofrimento do sujeito por este se encontrar em uma situação de “não-saber” em relação àquilo que o determina, embora seja marcado por essa dimensão que lhe escapa.

 

Partindo dessas considerações desenvolvemos este projeto, visando à elaboração de uma proposta metodológica para o desenvolvimento do cuidado clínico de enfermagem em saúde mental pautada pelos princípios teóricos e éticos da Clínica do Sujeito.

 

Para desenvolver esta proposta, entendemos ser necessário refletir acerca de como as teorias de enfermagem que tradicionalmente têm subsidiado o cuidado em saúde mental (Teoria das Relações Interpessoais em enfermagem de Peplau e Teoria da Relação Pessoa-Pessoa no Cuidado de Enfermagem de Travelbee) e de como o referencial da clínica do sujeito pode contribuir para este saber; Identificar os principais marcos conceituais necessários para subsidiar nossa abordagem do cuidado de enfermagem em saúde mental; Elaborar, implementar e validar os instrumentos metodológicos que possam subsidiar o cuidado de enfermagem em saúde mental na perspectiva da clínica do sujeito.

 

 Esperamos com este estudo subsidiar a prática do enfermeiro em saúde mental com uma tecnologia de ação que favoreça o desenvolvimento de suas ações numa perspectiva ética e comprometida com a autonomia dos sujeitos a quem assiste.

 

Quanto aos objetivos trata-se de uma pesquisa composta de duas fases sendo uma exploratória e outra de intervenção. A primeira fase visa proporcionar maior familiaridade com o problema com vistas a torná-lo explícito. Envolve a realização de levantamento bibliográfico seguida de reflexão teórica acerca do tema. Envolve também a demarcação de conceitos essenciais ao objeto de pesquisa, pois parte do princípio de que a ciência lida com conceitos, isto é, termos simbólicos que sintetizam os fenômenos, no mundo psíquico do homem ou na sociedade, de forma direta ou indireta. Para que se possa esclarecer o fato ou fenômenos que se está investigando a ter possibilidade de comunicá-lo, de forma não ambígua, é necessário defini-lo com precisão. Esta fase vai subsidiar a etapa seguinte onde será proposta uma intervenção sobre a realidade abordada. (SILVA, 2004)

 

 

INTEGRANTES:

 Profª Drª Lia Carneiro Silveira -  Enfermeira-Doutora. Docente do Curso de Graduação em Enfermagem da UECE

 

Alcivan Nunes Vieira Nunes - Discente do Curso de Mestrado Acadêmico em Cuidados Clínicos em Saúde (CMACCLIS) da Universidade Estadual do Ceará – UECE

 

Arisa Nara Saldanha de Almeida - Enfermeira/ Discente do Curso de Mestrado Acadêmico em Cuidados Clínicos em Saúde (CMACCLIS) da Universidade Estadual do Ceará – UECE. Bolsista FUNCAP

 

Bruna Moreira Camarotti da Cunha – Discente do Curso de Graduação em Enfermagem - Bolsista CNPq

 

Denise Tomaz Aguiar - Discente do Curso de Mestrado Acadêmico em Cuidados Clínicos em Saúde (CMACCLIS) da Universidade Estadual do Ceará – UECE 

 

Eryjosy Marculino Guerreiro - Discente do Curso de Graduação em Enfermagem 

 

Enf. Francisco Paiva Filho - Enfermeiro/Serviço

 

Mariana Karen Bringel Duarte - Discente do Curso de Graduação em Enfermagem – Bolsista IC- UECE

 

Paula Danyelle de Barros Palácio - Discente do Curso de Graduação em Enfermagem – Bolsista FUNCAP